segunda-feira, maio 15, 2006


A cidade é ainda mais bonita à noite.
O Tejo iluminado pelas luzes da outra margem e pela lua cheia.
A esplanada tem um ambiente quente… quase erótico.
Estou absorta na minha leitura, quando sinto o teu olhar.
De mim apenas vês os contornos do meu corpo,
Desenhados pela luz laranja lateral.
Quando te olho, tentas disfarçar a tua atenção
Sabes que te posso estudar as reacções
Sem que conheças o meu rosto, o meu olhar, o meu sorriso…
Vejo-te incomodado e a situação começa a divertir-me.
Mudo-me na cadeira para uma posição mais sensual
Ainda que descontraída e dissimulada
Solto os meus longos cabelos negros
E quase sinto a luz desenhar o perfil do meu rosto
Sabes-te provocado e já não desvias o olhar
Suspendo o jogo por uns momentos…
Tens de saber esperar.
Quero-te ansioso pelo próximo gesto.
O ambiente é informal e encontro-me a um canto
Por isso cruzo as pernas, pousadas na esquina da mesa
O teu olhar é imediatamente dirigido para os meus pés
Pequenos, delicados e exibidos em sandálias… Sei que gostas.
Vou brincando com eles com movimentos lentos e sensuais
Remexes-te na cadeira.
Não sabes o prazer que me dás.
Sorrio, deixando-te perceber pelo contorno dos meus lábios.
E desviada a tua atenção neles, sorrio ainda mais…
Finjo uma concentração repentina na minha leitura.
O hábito leva-me a morder o lápis
E aproveito-o para o fazer como provocação.
Passeio-o pelos lábios, mordisco a ponta
E discretamente deixo a minha língua aparecer
Como se o lápis fosse a minha fonte de prazer.
De repente, levanto-me.
Estás tão concentrado nos meus gestos
Que te levantas também sem reflectires
Mas o embaraço é tão grande que permaneces onde estás.
Solto um riso discreto
Dirijo-te um adeus e afasto-me
Sem que nunca conheças o meu rosto…

23 Comentários:

Blogger inBluesY disse...

Fantástico :)))

Jokas

7:23 da tarde  
Blogger {-Sutra-} disse...

Não gosto mesmo nada de passar sem ler o texto e comentar, mas hoje não dá mesmo para mais.
Pois passo apenas para convidar para o aniversário do meu site. Fez 1 ano de existência.

Beijo doce

7:28 da tarde  
Blogger Rui disse...

Fosse eu, e procurava pela cidade quem lesse tal livro, pois da capa jamais me esqueceria.

7:39 da tarde  
Blogger pexeseco disse...

I like it,Veri nyce!!!
Sim sanhora...
Jinhos!

11:45 da tarde  
Blogger Catwoman disse...

Muito interessante.


Miauu*

1:42 da manhã  
Blogger zeze disse...

Oi Paixão
O nosso Tejo tem destas coisas, ficas-te muito bem na foto, fiquei sem ver a minha Bodyguard...
Beijoka sensual como a Luz Laranja

3:09 da manhã  
Blogger sonia r. disse...

Um beijinho de bom dia amiga.
Já tinha saudades.

7:30 da manhã  
Blogger Corvo Negro disse...

Esse, é um dos poderes femininos e tu, congemina-lo com fatalismo.
No entanto, apenas é "debruçavel" em escravos e tu sabe-lo... e adoras.

11:39 da manhã  
Blogger ÍntimoSedutor disse...

....profundo.....
....quente como tu és.....
Beijos coloridos....

3:14 da tarde  
Blogger Neptuno disse...

se és tu....bem és boa como o milho, até pareces que tens um rabinho martini, lembras-te dquela publicidade que ele prendia a linha da saia de malha e o rabinho redondo e lindo ia se desvendando...hummm bravo, parabéns para ti e para quem te come

7:06 da tarde  
Blogger Alexandre o Grande disse...

O carbono do lápis pode fazer mal à saúde.....
Mais vale usares o original. ;)

Beijos

7:06 da tarde  
Blogger Tetracloro disse...

Paixão, sabes que eu sou timido e fazes-me destas coisas. Isso é crueldade.

Beijinhos

7:26 da tarde  
Blogger free emotions disse...

adorei aquela sintonia dele se levantar! Supremo!
Fiz imensas vezes isso!
Voltei á esplanada e o sorriso repetia-se...

8:07 da tarde  
Blogger free emotions disse...

adorei aquela sintonia dele se levantar! Supremo!
Fiz imensas vezes isso!
Voltei á esplanada e o sorriso repetia-se...

8:07 da tarde  
Anonymous O Rei disse...

E o resto da história, podia ser assim:

Ele seguiu o seu trilho, por ruas estreitas, num jogo que ambos adoram…
Mais rápido e forte apanhou-a, prendeu-lhe os braços e tomo-a assim… Por detrás, no meio da rua, sem nunca lhe ver o rosto!
Gozaram como dois animais selvagens, loucos, depravados, insaciáveis…
Seguiram para casa dela ali próximo e...


GRRRRR:))

10:02 da manhã  
Blogger Maresi@ disse...

vim agradecer tua visita ao meu cantinho. Adorei teu texto "carregado de sensualismo e deveras erotico"....virei mais vezes por aki. bjx

10:35 da manhã  
Anonymous Ana Luar disse...

Sensualidade...paixão... erotismo tudo com o pano de fundo de uma cidade renascida a bela Lisboa dos poetas... e que bela que é esta cidade à noite.

10:49 da manhã  
Blogger A minha pele..o meu cheiro.. disse...

Oi Paixão!!!
Que bom texto...é muito bom provocar, né? Sabe bem...essa provocação...sim...não...! ;-))
Que foto sensual!Gostei!
Parabéns e obrigado, bodyguard!!! ;-D

Bjx com cheiro da pele.

11:51 da manhã  
Blogger TROLHA1 disse...

Ai paixão paixão, que a ler este poste ia caindo do andaime para o chão..!!
La aumentava eu a estatistica dos acidentes em trabalho!
MAs assim até que valia a pena..paixão :)

Beijo do Trolha

12:40 da tarde  
Blogger alice disse...

atrasei-me nas visitas...

que bom chegar aqui e poder deleitar-me com 2 posts teus...

este deu água na boca... vou respirar antes de ler o outro

até já,

alice

5:17 da tarde  
Blogger boundslave disse...

A prova que as mulheres e a "maldade" andam de maos dadas!!:P
pobre coitado.. deve ter dormido mm por la tal nao foi a emoçao!;)

beijos*

7:43 da tarde  
Blogger boundslave disse...

sorry, esqueci-me.. mto interessante essa foto, MESMO!;))

7:44 da tarde  
Blogger Trocas e Tricas disse...

Texto magnífico...... eu deixava-lhe o lápis ;), para recordação!!

Beijo...abraço e assim ;)
Aldemira

2:46 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial